FLORA

FLORA-petar
FLORA

FLORA NO PETAR

No PETAR, considerando dados primários e secundários, foram encontradas 724 espécies vegetais numa área de 35.772,5 ha.
Do total de espécies registradas durante a etapa de campo, 199 (27%) foram novas citações para o Parque.

Mesmo após o esforço recente de muitos taxonomistas para reunir o conhecimento existente sobre a flora atlântica brasileira (Stehmann et al., 2009), sabe-se que ainda há lacunas de conhecimento: entre 1990 e 2006 foram registradas 1.194 novas espécies em seus limites, o que representa 42% do total descrito para o Brasil no mesmo período (Sobral e Stehmann, 2009).

Dentre as diferentes formas de vida menos amostradas encontram-se espécies herbáceas, trepadeiras, epifíticas, aquáticas microscópicas e até mesmo pertencentes a outros reinos como os organismos unicelulares e os fungos.
No caso particular do PETAR uma atenção especial deve ser dada a esse último reino, devido a grande quantidade de espécies de fungos bioluminescentes que vem sendo descoberta pelogrupo do Prof. Cassius Stevani do Instituto de Química da USP nessa última década.

Dentre as nove espécies encontradas e identificadas no PETAR e arredores, quatro foram pela primeira vez descritas como bioluminescentes (Mycena discobasis, Mycena singeri, Mycena aff. abieticola e Mycena fera) e cinco são espécies totalmente novas (Gerronema viridilucens, Mycena lucentipes, Mycena asterina, Mycena sp. e Mycena luxaeterna).

Essas nove espécies representam 12,5% das espécies de fungos bioluminescentes do planeta e as primeiras citações para o Brasil com material preservado em herbário (Desjardin et al., 2005; 2007; 2010 A-H).
Com relação à composição florística, no PETAR predomina a flora ombrófila, mas elementos da Floresta Estacional Semidecidual são observados nos trechos próximos ao planalto da Guapiara e sobre os afloramentos de calcário.

Também é importante ressaltar a presença de Floresta Ombrófila Mista na Zona de Amortecimento do PETAR, no planalto da Guapiara.

Espécies da Flora Ameaçadas de Extinção

Entre as 724 espécies listadas para o PETAR, 40 estão presentes nas listas de espécies ameaçadas de extinção das quais cinco são consideradas presumivelmente extintas, 21 ameaçadas de extinção (presentes na lista nacional ou pertencentes às categorias criticamente em perigo, em perigo ou vulneráveis), 11 com baixo risco de extinção (dependentes de conservação, quase ameaçadas ou com risco mínimo) e três com dados insuficientes para a sua categorização.

De acordo com a lista de ameaçadas no Estado de São Paulo, o PETAR abriga cinco espécies presumivelmente extintas, sendo estas as epífitas Nidularium jonesianum Leme, Tillandsia linearis Vell., Peperomia emarginella (Sw.) C. DC. e Galianthe pseudopeciolata E.L.Cabral. e o arbusto Bunchosia pallescens Skottsb.

No PETAR foram registradas 46 espécies vegetais exóticas